Wikia

LOSTpédia

Erros de Filmagem

Discussão0
3 422 pages em
Este wiki
  Wrench logo mini
Artigo ou seção sob construção.
São esperadas frequentes revisões, traduções e/ou complementações a esse conteúdo.
Wrench logo mini  

Erros de filmagem (ou Bloopers, como são conhecidos nos EUA) são os erros produzidos pelo elenco ou pela equipe e que podem ser ouvidos ou vistos nos episódios. Erros de continuidade são erros não condizentes com a história ou a linha temporal, a partir de partes do mesmo episódio ou de outros episódios. Erros de filmagem e de continuidade confirmados estão listados abaixo, por episódio.

Dado o enorme detalhamento e complexidade dos mistérios de Lost (e o fato dos fãs estarem encorajados a fazer uma microanálise completa até da disposição das mensagens escondidas reais), o seriado é talvez o mais inspecionado da história, e por essa razão, sujeito a grandes críticas por erros menores que não foram vistos na sala de edição. Muitos erros de produção levaram, no passado, a dicas erradas que os escritores não planejavam deixar. Algumas ainda são rumores persistentes que geram teorias sem pé nem cabeça sobre viagens no tempo e conspirações bizarras.

Erros oficialmente confirmados estão em azul; erros desmentidos, que foram achados por acidente, mas transformaram-se em anomalias deliberadas ou explicados de maneira diferente, estão em vermelho.

1ª TemporadaEditar

Turbine Explosion2

O Monstro desmentido explodindo a turbina.

1x02-DeadPolarbear

Boone diz que urso polar pode ter matado o Piloto, mesmo após Jack ter mentido para ele sobre o descobrimento do cockpit. Uma Cena Deletada dá um explicação para esse erro.

Countercomparison

Em "White Rabbit", Jin e outros figurantes estão esperando do lado oposto próximo a Jack; em "House of the Rising Sun", eles todos estão na fila atrás dele.

SayidNadia1x09

Em "Solitary", Sayid diz a Rousseau que Nadia está morta por culpa dele, já em "The Greater Good" nós descobrimos que ele está no Voo 815 Oceanic para encontrar Nadia.

Kate holding case

A contradição aparente quando Kate e Sawyer encontraram a pasta Halliburton embaixo de um assento após o Agente ter sido forçado a dispachá-la, nunca foi comentada.

Fence

Cerca de proteção pode ser vista rapidamente ao fundo.

MRI

In "Born to Run", Kate é vista correndo por uma porta do hospital que diz "Magnetic Resonance Imagining" (Imaginando Ressonância Magnética), ao invés de "Magnetic Resonance Imaging" (Visualização Ressonância Magnética).

Hatchflip

A estante e o conteúdo estão trocados em várias cenas devido a um erro de edição.

Episódio Erro Tipo
("Pilot, Parte 1") Muitos fãs acreditaram que o objeto preto que aparece descendo rapidamente na frente da turbina, antes dela explodir, foi a causa da explosão e estava relacionado com o Monstro. Isso foi desmentido, mais tarde, pelos produtores como sendo um artefato da computação gráfica, que deve ter sido irradiado após a renderização da explosão. Os produtores também disseram que o Monstro nunca apareceu no episódio Piloto.[1] Efeitos Visuais
("Pilot, Parte 2") Durante os flashbacks no avião, o áudio da voz de Cindy pelo auto-falante dizia frases diferentes. No flashback de Jack, Cindy dizia, "Senhoras e senhores, o Piloto ligou o aviso de apertar o cinto de segurança". No flashback de Charlie, Cindy dizia, "Senhoras e senhores, o Capitão ligou o aviso de apertar o cinto de segurança". No flashback de Kate, Cindy dizia, "Senhoras e senhores, o Capitão ativou o aviso de apertar o cinto de segurança". Diálogo
("Pilot, Parte 2") Entre os flashbacks de Jack e Charlie, a ordem da fala de Rose "Acho que ele realmente teve que ir" e a de Cindy "Com Licença" não se parelham. Diálogo
("Pilot, Parte 2") Jack mentiu para Boone sobre ter achado o cockpit do avião. Porém, após Sawyer atirar no urso, Boone disse "Você acha que foi isso que matou o piloto?", o que contradiz o fato de não saber sobre o que aconteceu. Em uma das Cenas Deletadas da primeira temporada, Sayid diz a Kate, "Os outros, eles ficaram sabendo sobre o que vocês viram. O piloto. Eu posso entender porque vocês não contaram; vocês não queriam nos assustar. Mas o seu amigo Inglês está contando para quem quiser ouvir". Isso indica que Charlie pode ter contado aos outros sobreviventes sobre o incidente. Diálogo
("Pilot, Parte 2") O cabelo de Sawyer e a barba de Sayid estão notavelmente mais longas no cena final do episódio do que estava anteriormente. Cabelo e Maquiagem
("Tabula Rasa") Após Sayid retornar da viagem para tentar um sinal para o transmissor, ele reúne um grupo de pessoas e começa a organizá-los em times. Ele diz que precisa de três times — um para pegar eletrônicos, um para coletar água da chuva no caso de ocorrer e um para começar o racionamento de comida. Após a cena ser cortada, Sayid pode ser ouvido ao fundo falando "... e eu vou precisar de um terceiro grupo para começar a construção de...". Ele já havia feito três grupos, e ele não mencionou essa tarefa na lista inicial. Diálogo
("Tabula Rasa") Logo antes de Kate e Jack saírem para uma volta na praia, a câmera rapidamente corta de volta para Sayid. Nem os movimentos dos lábios dele, nem as ações dele condizem com o texto do diálogo que pode ser ouvido ("Isto é ruim para acnes. Fique longe do sol..."), o que indica que houve uma dublagem na pós-produção. Diálogo
("Walkabout") Quando Randy Nations entra no refeitório, ele coloca uma moeda na máquina e imediatamente pega o doce, sem ao menos digitar o número escolhido no teclado. Continuidade
("White Rabbit") Charlie e Hurley estão reclamando para Jack sobre o suprimento de água. Enquanto os três conversam, há um casal passando atrás de Jack. Eles passam, a câmera corta para Charlie e Hurley, e depois de volta para Jack; e aí pode-se ver o mesmo casal passando novamente. Posição do Ator
("White Rabbit") No começo do episódio, Charlie avisa Jack que tinha alguém se afogando, dizendo que iria salvá-lo, mas não sabe nadar. Isso contradiz diretamente ele ter nadado para ter alcançado a estação Looking Glass. Porém, com o objetivo de salvar todos na ilha, Charlie pode ter feito o sacrifício de tentar nadar. História
("House of the Rising Sun") Jin começa uma briga com Michael. Jin corre para cima de Michael, que está usando o Relógio Rolex. Quando Michael cai na água com Jin sobre ele, o relógio não está mais lá; ainda quando Sayid para a briga, o relógio aparece novamente. Continuidade
("House of the Rising Sun") O flashback de Sun no balcão de check-in da Oceanic no Aeroporto de Sidney não corresponde corretamente ao flashback de Jack do episódio anterior. O balcão (que é na verdade cenográfico) não está na mesma posição e, embora alguns figurantes tenham sido re-utilizados, eles (assim como Jin) estão, de repente, na fila atrás de Jack, ao invés de ficarem ao lado dele no balcão. Cenário, posição do Ator
("Confidence Man") Sawyer diz para Jessica que ele tem $140,000 em uma maleta e precisa de alguém para entrar com ele e dar outros $160,000. Mais tarde, no mesmo episódio, Sawyer conversa com Kilo, quem pergunta a razão dele ter deixado $160,000 de seu dinheiro aos cuidados de um cidadão. Diálogo
("Confidence Man") Kate visita Sawyer na floresta após ele ter sido torturado. Nessa sequência, o cabelo de Sawyer muda de posição várias vezes, de vez em quando na frente do rosto e outras vezes de lado, mesmo tendo as mãos amarradas nas costas. Cabelo e maquiagem
("Solitary") Sayid diz a Rousseau que Nadia está morta por culpa dele. Ainda em "The Greater Good", é revelado que Sayid sabia muito bem que Nadia ainda está viva e vivendo em Los Angeles—de fato, encontrá-la em LA foi a razão para ele pegar o voo. História
("All The Best Cowboys Have Daddy Issues") Originalmente, o lugar em que se descobriu existir a Escotilha nesse episódio parece ser em um vale com pedras e sujeira no chão. Porém, no episódio logo após esse, a Escotilha está em uma clareira plana na floresta. Cenário
("Whatever the Case May Be") Kate e Sawyer retiram a pasta do Agente Federal debaixo de uma assento de um passageiro morto, no fundo do lago. Mais tarde, Kate explica para Jack que a pasta não estava com o Agente porque a companhia aérea o fez despachá-la com o resto da bagagem. Se ela foi despachada, como ela poderia estar embaixo de uma assento? História
("Special") Em um flashback, Michael está usando um telefone público para falar com Susan, que está em outro continente. Do diálogo, nós entendemos que Walt (que está com 10 anos nas sequências da Ilha de 2004) tem 21 meses de vida; então, ao fazer a subtração, podemos inferir que isso ocorreu no ano de 1996. Sobre o ombro de Michael, nós vemos a estação de metrô de Nova York, que é responsável pelos três N, R, e W. Mas o trem W só começou a operar em julho de 2001. (Wikipedia: New York City Subway service) Cenário
("Outlaws") Após o javali derrubar Sawyer na lama, um pedaço da cerca de metal é vista no canto. Nos extras do DVD da Primeira Temporada, mostra-se que a cerca era para encurralar o relutante javali para que ele corresse na direção de Josh Holloway, pois sabe-se que esses animais não são tão agressivos como mostrados no seriado. Cenário
("Outlaws") Quando Charlie e Hurley estão cavando o túmulo de Ethan, o corpo de Ethan pode ser visto respirando vagarosamente. Atuação
("Outlaws") Também, antes de Charlie e Hurley começarem a cavar a cova de Ethan, o dia ainda está claro. Quando a cena mostra Charlie e Hurley cavando e o corpo de Ethan ao fundo, o céu está como se fosse pôr-do-sol. Após a cena, o dia volta a ficar claro, e na cena que se segue, o céu está no pôr-do-sol. Cenário
("Outlaws") Quando Sawyer e Kate jogam "Eu nunca", a pequena garrafa dele parece ter sido enchida. Porém, sabendo que Sawyer roubou as bebidas alcoólicas da fuselagem, é possível que ele tenha mais de uma garrafa e que tenha trocado ela entre as cenas. Continuidade
("Outlaws") O terreno ao redor da barraca de camarão de Duckett, fora de Sydney, é mostrada como em um plano reto. Na realidade, pelos padrões australianos, é bem montanhoso. Cenário
("...In Translation") Quando Locke e Shannon estão conversando na floresta, o sangue no rosto de Locke muda entre as tomadas. Cabelo e maquiagem
("Numbers") Quando uma tomada exterior da casa de Martha Toomey é mostrada nenhum carro pode ser viso em qualquer lugar, mas quando Hurley está dentro da casa, um carro pode ser visto lá fora. Continuidade
("Deus Ex Machina") A mochila de Jack muda entre as tomadas, quando ele conversa com Sawyer. Veja posição um e dois. Continuidade


("Do No Harm") Enquanto tocava "Heart and Soul" ao piano com Sarah, as notas que Jack toca não correspondem aos acordes ouvidos na música. Áudio, atuação
("Born to Run") Há uma placa em uma porta no hospital com um erro ("Imagining" ao invés de "Imaging"). Isso pode, claro, ser uma mensagem escondida intencional, como parte do tema sonhos e visões. Continuidade
("Born to Run") Antes de vistar Tom Brennan e subsequentemente contribuir para a morte dele, Kate lê uma carta enviada por "Joan Hart", enquanto segurava uma nova (colorida) nota de $20. Essas novas notas entraram em circulação no dia 9 de outubro de 2003. Entretanto, em "Exodus: Parte 1", Edward Mars menciona, antes de embarcar no Voo 815 (em 22 de Setembro de 2004), que a morte de Tom foi "há alguns anos atrás". Continuidade
("Exodus: Parte 1") Quando Rousseau aproxima-se do acampamento na praia, Kate deveria estar dormindo, mas ela está com os olhos abertos durante alguns segundos. Atuação
("Exodus: Parte 1") Quando Walt vê a fumaça negra no horizonte, há uma ampla tomada dos sobreviventes olhando para a fumaça. Nessa cena, a jangada está há alguns metros próxima do gupo. Depois, a câmera corta para Jack e vagarosamente dá a volta ao redor dele para mostrar os outros sobreviventes. Quando a jangada começa a aparecer, ela está logo ao lado dos sobreviventes. E também, vários sobreviventes estão parados em posições diferentes em relação a cena anterior. (imagens) Cenário, posição do Ator
("Exodus: Parte 1") Um cinegrafista na água está visível na cena que a jangada deixa a praia e Vincent tenta seguí-la. (Imagem em Humpys.net) Posição da equipe
("Exodus: Parte 1") No dia que o Voo 815 Oceanic vai decolar, que foi dia 22 de Setembro de 2004, Walt está assistindo Power Rangers S.P.D. na TV. Esse seriado não estava no ar até Fevereiro de 2005, e não foi transmitido na Austrália até Novembro de 2005. Referência à mídia
("Exodus: Parte 1") Na cena que a jangada deixa a praia, após Sawyer levantar as velas, é visto um objeto preto na frente da jangada, possivelmente uma conexão mecânica para rebocar a jangada. Posição da equipe
("Exodus: Parte 2") No flashback de Michael e Walt, Walt pede por novas pilhas para o Gameboy Advance SP. Os modelos "SP" não usam pilhas; eles usam um carregador para recarregar a bateria interna. Continuidade
("Exodus: Parte 2") Um barco é visto ao fundo quando Sawyer pula no mar para verificar o leme. (Imagem em Humpys.net) Cenário
("Exodus: Parte 2") * Apesar do departamento de cenografia ter feito um bom trabalho recriando o interior do voo 815 Oceanic, até mesmo nas capas dos assentos duplos, um pequeno número de detalhes não condizem completamente com o interior do avião visto em "Pilot, Parte 1" e "Pilot, Parte 2". Entre eles, capas adicionais para os assentos e os bolsos de revista nas repartições estão faltando. (Imagens comparativas: [2], [3], [4]) Cenário

2ª TemporadaEditar

Hatchshaftcomparison

O buraco da Escotilha magicamente dobra de tamanho entre as temporadas.

Lostoctagonshark

O infâme tubarão com o logo desconhecido da DHARMA

Horizonboat

Um barco quase não vísivel no canto superior esquerdo em "Adrift".

Goof207

Um carro branco quase não visível ao fundo em "The Other 48 Days".

Kateshorse trainer

A mão do treinador do cavalo é vista no lado direito em "What Kate Did".

Subtitle blooper in the whole truth

Erro de legenda em "The Whole Truth".

Swandoorcomparison

A "porta da frente" do Cisne é motivo de dois erros de continuidade, não apenas um: primeiramente, eles demoraram muito tempo abrindo a Escotilha, quando um claro e visível acesso estava bem próximo; em segundo lugar, foi mostrada originalmente como uma porta de madeira, mas nos episódios seguintes virou de metal.

Michaellistcomparison

A lista de Michael em "Three Minutes" muda de cor e de letra.

Penelopeslettercomparison

A carta que Penelope escreveu para Desmond muda entre as cenas no episódio "Live Together, Die Alone" (quebras de linha e palavras diferentes).

Chinaman'sHat

A ilha de Mokolii, conhecida como Chapéu Chinês, visto à distância.

Busted

Um encontro próximo com os Outros em "Live Together, Die Alone".

Hatchoutsidecomparison

Alguém começou a enterrar a Escotilha novamente. Veja também, a porta aumentou de tamanho.

Desmond's Photo

Foto original de Desmond.

Desmond's Photo Version 2

Foto de Desmond, versão 2.

Episódio Erro Tipo
"Man of Science, Man of Faith" Quando Jack e Locke olham pela escotilha, ela está duas vezes maior do que era na fim do episódio "Exodus: Parte 2". Cenário
"Man of Science, Man of Faith" Duas versões diferentes da porta da escotilha são mostradas, elas variam o tipo de metal utilizado no acabamento e a tipologia da palavra "QUARENTENA". (Imagem em Lost.cubit.net) Continuidade
"Man of Science, Man of Faith" O painel de controle está invertido (direita-esquerda) em duas cenas. Esse é um erro muito comum na pós-produção (quando as cenas ficam invertidas durante a edição). Continuidade, edição
"Adrift" Anteriormente, em "Man of Science, Man of Faith", quando Jack vai pressionar um botão no computador Locke diz "Eu não faria isso". Em "Adrift", quando vemos a mesma cena pelo ponto de vista da Kate, Locke diz "Eu não faria isso, Jack". Diálogo
"Adrift" O tocador de discos de dentro da escotilha apresenta uma variação entre o acabamento de metal e de madeira, dependendo do episódio. (Imagens em Lost-TV "Who swapped out...") Continuidade
"Adrift" As luminárias da mesa também apresentam pequenas mudanças de modelo durante a Segunda Temporada. (Imagens em Lost-TV "Who swapped out...") Continuidade
"Adrift" O tubarão que tem uma logo da DHARMA impresso na cauda foi, originalmente, feito para ser uma quase invisível imagem escondida somente para os fãs mais atentos. Porém, devido a um erro de edição, o logo da cauda do tubarão ficou mais visível do que deveria. Como consequência, os escritores foram forçados a incluir uma explicação para isso no episódio "A Tale of Two Cities", como o tanque de tubarões da Hidra. Edição, iluminação
"Adrift" Quando Michael e Sawyer estão sob uma das partes da jangada, é possível ver um veleiro ao fundo. Isso acontece antes de Desmond deixar a Ilha em seu veleiro, ou seja, não é ele. Cenário
"Adrift" A arma SIG-Sauer P228 dada a Sawyer por Jack em "Exodus: Parte 1" torna-se uma Beretta M9 quando Sawyer tenta atirar no tubarão. Continuidade
"Adrift" Sawyer conta que "A garota francesa disse que os Outros estão vindo pegar uma criança" para Michael, porém eles já estavam no oceano quando Danielle Rousseau disse isso em "Exodus: Parte 2". História
"Adrift" Quando Locke digita os Números no computador, ele não pressiona a barra de espaço (o computador adiciona automaticamente)—já quando Desmond faz isso anteriormente, ele pressiona a barra de espaço após cada número. Isso talvez não seja uma erro, pois ambas as maneiras funcionam, mas é intrigante porque Desmond teria esse trabalho extra; talvez ele usava a barra de espaço como uma pausa para evitar a digitação errada. Continuidade
"...And Found" As datas no currículo de Jin estão com os anos errados. (Imagem em Lost.cubit.net) Continuidade
"Abandoned" Em "Man of Science, Man of Faith", a conversa do técnico da emergência médica com Jack indica que Sarah estava dirigindo um carro normal que colide com uma SUV ("O pneu dela estourou, o carro passou a divisória, e bateu contra uma SUV"); entretanto, quando o mesmo acidente de carro é descrito nesse episódio, o médico da emergência informa a Sabrina Carlyle que "Seu marido se envolveu em uma colisão com uma SUV", o que indica que Adam Rutherford estava dirigindo o carro que bateu na SUV, e não Sarah.[5] É possível que ambos estivessem dirigindo SUVs, mas, se assim fosse, nem Adam Rutherford e nem Sarah teriam se machucado tanto. Outra possibilidade é que o técnico da emergência médica cometeu um engano, confundindo os carros das vítimas. História
"Abandoned" Em "Orientation", Desmond conta a Jack que ele ficou preso na Ilha há três anos. Claro que isso aconteceu após o encontro dele com Jack no estádio em "Man of Science, Man of Faith", que ocorreu não muito depois do acidente de carro em que morreu Adam Rutherford. Porém, de acordo com esse episódio, Shannon estava com 18 anos quando o pai morreu. Em "Raised by Another", ela diz a Hurley que tem 20 anos, fazendo com que o pai dela tenha morrido dois anos antes da queda do Vôo 815 Oceanic. Entretanto, essa disparidade pode ser facilmente consertada se Shannon estiver mentindo sobre a idade. História
"The Other 48 Days" Durante uma conversa entre Goodwin e Ana-Lucia, pode ser visto um carro branco ao fundo. Esse erro foi consertado digitalmente para a versão em DVD, confirmando que houve um erro. Cenário
"The Other 48 Days" Quando Boone usa o rádio no pequeno avião, ele ouve uma voz do outro lado da linha. Essa deve ser a voz de Bernard. O texto está diferente na transmissão de Boone para Bernard. Apesar de serem similares, há algumas palavras diferentes entre elas. Áudio, Diálogo
"What Kate Did" Quando o cavalo preto aparece para Kate e Sawyer, uma mão com uma luva pode ser vista no lado direito da tela; é provavelmente da treinadora do cavalo. A mão foi removida na versão em DVD, o que confirma que houve um erro. Posição da equipe
"What Kate Did" Durante o flashback de Kate, vê-se claramente que algumas frutas estão marcadas como sendo de 2005. Carlton Cuse e Damon Lindelof reconheceram que isso foi um erro de continuidade. Os flashbacks ocorreram em 2000 ou 2001. (Podcasts Oficiais de Lost) Continuidade
"The 23rd Psalm" Enquanto Eko fala com a moça que está vendendo as estátuas da Virgem Maria, há um grande brinco na orelha direita dele. Quando ele entra na igreja para conversas com o Yemi, o brinco não está mais lá. Continuidade
"The Hunting Party" Os raios-x estão datados incorretamente por 16 de Novembro de 2005. (Imagem em TVSquad.com) Continuidade
"The Hunting Party" Quando Tom prende Kate como refém, você pode ouví-lo engatilhar a pistola (fora da tela) com uma mão. A pistola, como pode-se ver na cena seguinte, é uma P08, que tem que ser engatilhada com as duas mãos. Continuidade
"Fire + Water" No sonho de Charlie, quando ele está nadando para tentar salvar Aaron, você pode ouvi-lo respirando e até mesmo falando quando ele está com a cabeça submersa. Esse erro ocorreu devido a repetição do som. Áudio
"The Long Con" Quando Sawyer se despede de Cassidy ele diz "Vá!" 2 vezes. Porém, no próximo flashback, ele só diz uma vez . Diálogo
"The Long Con" Jack claramente chama por "Jack!" em vez de "John", quando chamava Locke para ceder a ele a combinação da porta. Esse erro foi consertado no DVD da Segunda Temporada, confirmado que houve um erro. Diálogo
"The Long Con" Os botões da blusa de Cassidy são mudados durante a conversa dela com Sawyer, quando Sawyer deixa cair o dinheiro. Continuidade
"The Long Con" Esse episódio se passa em Iowa (como evidência os pratos decorados de Iowa no jantar, a presença da mãe de Kate, a conversa sobre a cidade de Sioux, etc.), já as grandes árvores do lado de fora da janela de Cassidy são claramente Pinheiros da Ilha de Norfolk (Araucaria heterophylla). Essas árvores só crescem em ambientes tropicais ou subtropicais, ou seja, nunca sobreviveriam ao inverno de Iowa. Cenário
"One of Them" O Cofre de Armas aparece maior para acomodar o prisioneiro Ben. O cenário muda de um quarto apertado para uma quarto amplo. Esse espaço foi feito para a cama que não estava lá no começo da temporada. Cenário
"The Whole Truth" Há um erro gramatical na lengenda em inglês ("you're" (você é) ao invés de "your" (seu)). Isso foi consertado nas repetições do epísódio. Legenda
"The Whole Truth" Quando Claire lembra de estar no quarto do bebê, no laboratório, a porta abre para a esquerda. Quando ela, Kate e Rousseau vão atrás dos remédios, a porta do quarto, agora abandonado, abre para a direita. Cenário
"Dave" Hurley tira uma foto com "Dave" quando, claramente, é dia do lado de fora da janela. Mais tarde, na foto que o Dr. Brooks mostra a Hurley (a qual Dave não estava presente, mas que de qualquer maneira seria a mesma cena), está de noite do lado de fora da janela. Também, algumas peças do jogos Connect Four e parte do aipo na mesa foram removidas. (Imagem em Lost.cubit.net; confirmado com erro não proposital aqui no post do Fuselage deJorge Garcia) Cenário, Continuidade
"?" No episódio anterior, Locke, Jack, Sawyer e Kate vão para escotilha enquanto ainda é dia do lado de fora. Porém, perto do começo desse episódio, eles ainda estão andando em direção a escotilha e já é noite. A Escotilha fica a menos de um kilômetro da praia. Cenário
"?" Quando Michael sai tropeçando pela porta principal da estação Cisne, ela de repente muda para uma porta dupla de metal com um logo da Dharma estampado, como acontece na entrada do estação Cajado. Em "Everybody Hates Hugo", "What Kate Did" e "Fire + Water", a porta de entrada sempre foi escondida por galhos de árvores como na estação Flecha. Cenário
"?" Quando Kate e Sawyer retornam para a praia afim de pegar a heroína nas coisas de Sawyer, está de dia novamente, mesmo que não pareça que Jack estivesse tentando salvar a vida de Libby por várias horas. Porém, quando Hurley aproxima-se deles e pergunta se eles viram Libby, tem-se a impressão de que já não está mais tão claro desde que Libby foi ao Cisne procurar por toalhas para o piquenique. Cenário
"?" Ian McVay lê notas que são supostamente do pós-morte de Charlotte Malkin, mas na verdade são notas sobre o progresso de uma paciente viva do Hospital Queens (em Honolulu). (Imagem em Lost.cubit.net) Diálogo
"?" Ian McVay é claramente chamado de Ian por Valerie McTavish, e as legendas confirmam que o nome dele é Ian. Porém, durante o créditos finais, ele é listado como Dr. Ivan McVay. Créditos
"?" No flashback de Eko no Aeroporto de Sidney, uma placa de chegadas/partidas pode ser vista à direita, próximo às escadas rolantes ao fundo, porém ela nunca esteve lá em episódios anteriores. Cenário
"Three Minutes" A lista que Michael queima no começo do episódio é rosa, mas em um flashback mais tarde ela está mais para amarela. Isso pode, entretanto, ter ocorrido devido a diferença de iluminação em cada cena. Também, a tipologia cursiva da lista está diferente entre as duas cenas, apesar dos nomes serem os mesmos. Continuidade
"Three Minutes" A arma que Michael carrega no começo do episódio muda. Locke dá a ele uma espingarda (note que ela não tem mira). Ele acerta a cabeça de Locke com uma coronhada, depois a arma torna-se um rifle (note que agora ela tem mira). Continuidade
"Three Minutes" Após Tom gritar "Traga ela, Alex!", nós vemos primeiramente Alex e Pickett discutindo antes que Pickett a leve até Tom. Porém, em "The Hunting Party", Kate é empurrada para fora do arbusto imediatamente após o comando do Tom. E mais, Tom pode ter dito originalmente "Alice!" em vez de "Alex!". Diálogo, Continuidade
"Live Together, Die Alone" Os funerais de Ana-Lucia/Libby supostamente ocorreram no pôr-do-sol no final do episódio "Three Minutes", porém momentos mais tarde, na cena de abertura de "Live Together, Die Alone", Jack, Sayid e Sawyer nadam em direção ao barco de Desmond embaixo de um sol do meio-dia. Após a abertura de "LOST", de repente já é noite, mesmo sabendo que não se passou tanto tempo desde a última cena. Cenário
"Live Together, Die Alone" Logo após a tela de abertura de LOST, quando Kate está perguntando a Jack o que dizer para as pessoas sobre o barco, as vozes ao fundo estão de trás para frente. A primeira voz pergunta "Quantas pessoas?" e a segunda pergunta "Quantas pessoas cabem no barco?". O áudio só pode ser ouvido quando passando de trás para frente. Áudio
"Live Together, Die Alone" Quando Jack embarca no "Veleiro", ele é visto mudando a trava de segurança da Beretta para baixo. Isso faz com ative a trava de segurança, e não desative. Continuidade
"Live Together, Die Alone" A introdução de Our Mutual Friend e a Chave de Emergência nesse episódio contradiz episódios anteriores. Em "Orientation", Desmond não menciona a chave mesmo sabendo que o computador não poderia ser consertado. Nesse mesmo episódio, Desmond escapa do que ele achava ser a destruição iminente sem levar com ele o precioso livro. História, Continuidade
"Live Together, Die Alone" Na costa cheia de pedras, quando Desmond está seguindo Kelvin, um membro da equipe escondido atrás de algumas pedras é revelado por causa do boné que aparece acima das pedras. (Imagem em Lostvirtualtour.com) Posição da equipe
"Live Together, Die Alone" Em um flashback, Desmond é visto testemunhando uma dramática Falha do Sistema. Já, no episódio "Orientation", ele não menciona isso, nem mesmo quando Jack propõe que a estação Cisne é apenas um experimento psicológico. Ele também não menciona isso a Locke até no momento que já é tarde demais. História
"Live Together, Die Alone" Duas versões diferentes da Carta da Penelope são usadas. Continuidade
"Live Together, Die Alone" No flashback de Desmond com Kelvin, Kelvin liga rapidamente o toca discos a partir do começo, por isso a agulha cai na faixa um, seja lá o disco que esteja tocando. Porém, a música é Chains and Things, que na verdade é a faixa 7 no álbum de B.B. King, Indianola Missisippi Seeds. Continuidade, áudio
"Live Together, Die Alone" Quando Eko inspeciona a caixa de energia, nós inicialmente vemos que a caixa está meio aberta. Porém, quando ele chega mais perto, ela está quase fechada. Continuidade
"Live Together, Die Alone" Quando Eko corre para a Escotilha, no momento em que Locke e Desmond estão simulando um Lockdown, pode-se ver Eko colocando o bastão no cinto bem na frente das calças. Na cena seguinte, quando ele passa para fora da porta, o bastão se foi e depois quando ele volta para a porta, e ela está fechando, ele é visto segurando o bastão e depois ele o deixa cair quando e o bastão é preso pela porta. Continuidade
"Live Together, Die Alone" Quando Eko sobe para o lado de fora da Escotilha, essa está mais enterrada no solo quando comparada a primeira temporada (começando por "Deus Ex Machina"). E também, a porta da escotilha está muito mais larga que na primeira temporada, o mesmo problema aparece quando Jack e Locke estão olhando para dentro da escotilha no começo do episódio "Man of Science, Man of Faith". Cenário
"Live Together, Die Alone" Em "Live Together, Die Alone", o formato dos números das anotações feitas na estação Pérola mudam em comparação ao original, que aparece no episódio "?", quando Locke e Eko descobrem a estação Pérola. Quando Desmond olha para as anotações durante o "Live Together, Die Alone", ele vê: 922044:16 o qual traduz para 09-22-2004 4:16. O número original contém as sequências 41602054:05, 41602055:53, 41602088:17 o que não combina com o formato adotado mais tarde. Continuidade
"Live Together, Die Alone" Quando os cinco sobreviventes descobrem O Depósito de Cápsulas no caminho para o resgate de Walt, a arma de Sawyer alterna entre cenas que ele está segurando nos ombros e cenas que a arma está na cintura. Continuidade
"Live Together, Die Alone" Na Balsa Pala, Alex tenta levantar Kate, que tem as mãos amarradas nas costas e está amordaçada. Alex, acidentalmente, pega nos seios de Kate, rapidamente ela retira as mãos, e pode ser vista sorrindo quando ajeita as mãos. (Imagem animada em GIF em YTMND) Atuação
"Live Together, Die Alone" Ao fundo na cena com o Barco dos Outros em que Michael e Walt foram embora, aparece um pedaço de uma pequena Ilha (local de filmagem real do Havaí, chamado de "Chinaman's Hat"). Pode ser que seja intencional para que saibamos da segunda ilha, a da Hidra; porém, ainda não é certo, pois a ilha não seria vista quando Sayid, Jin e Sun visitam a Balsa Pala. Cenário
"Live Together, Die Alone" Duas diferentes atrizes aparecem na Fotografia de Desmond em "Man of Science, Man of Faith"/"Orientation" e também em "Live Together, Die Alone". A foto inicial foi, obviamente, tirada antes da contratação de Sonya Walger para Penelope Widmore. Isso foi confirmado como sendo um erro, pois a produção o corrigiu na reapresentação do episódio "Orientation". Continuidade
"Live Together, Die Alone" Tudo que era metálico voava para a parede magnética no Cisne, porém a cruz de Eko permanecia balançando no pescoço dele antes de, de repente, voar do pescoço. Continuidade
"Live Together, Die Alone" Durante o flashback de Desmond destruindo a Cisne com ódio, ele sobe na mesa de pingue-pongue e a quebra; o tampo da mesa também está quebrado. Já em outra (e mais recente) cena, a mesa de pingue-pongue está intacta e o tampo de madeira está normal - a não ser que uma nova tenha caído do céu para ele, pois um tampo de madeira não é possível de ser consertado. Continuidade

3ª TemporadaEditar

TalkingHeads

Em "A Tale of Two Cities", a música Downtown de Petula Clark encontrada dentro de uma capa de CD do Talking Heads Speaking in Tongues (os produtores reconheceram o erro como acidental no podcast de 09/10/2006.

Crew in mirror

O reflexo de membros da equipe na cristaleira em uma peça promocional que não foi ao ar de Jin e Sun

3x08 soccer-expose

Anúncio da Exposé em um jogo de futebol, oito anos antes do final da terceira temporada.

Lookingglass

Esquemas da estação The Looking Glass

3X21blooperfoot

No canto inferior esquerdo, as pernas de um membro da equipe podem ser vistas.

Episódio Erro Tipo
"A Tale of Two Cities" Juliet põe um CD no tocador que toca de Petula Clark Downtown, entretanto, a música escolhida, era outra e o CD mostrado é de Talking Heads. Os produtores reconhecem que fizeram uma última mudança minuciosa, mas negligenciaram a mudança dos casos. A canção original que foi escolhida para abrir o episódio era "This Must Be The Place (Naive Melody)" de Talking Heads, em seu álbum de 1983 'Speaking in Tongues'. (Official Lost Podcast transcript/October 09, 2006) Continuidade, áudio
"A Tale of Two Cities" Na verdade, o CD é colocado ao contrário. A face brilhante do disco pode ser vista, porém pode-se ver um vermelho na parte interior, indicando que esse é o lado oposto ao do rótulo. Entretanto, em alguns tocadores de CD (não necessariamente o usado na série) pode-se colocar o CD do lado contrário. Continuidade
"A Tale of Two Cities" Na cena de abertura, os Outros assistem o Vôo 815 Oceanic partir-se sobre a Ilha, com a seção da cauda apenas rodando enquanto caia. Porém, no começo de "The Other 48 Days", a seção da cauda aparece caindo no mar, rotacionando muito mais rápido que no episódio "". Efeitos Visuais, cenário
"A Tale of Two Cities" Quando Kate chega a praia ela está usando uma faixa preta ao redor do pulso direito. QUando ela se senta para colocar as algemas, a faixa não está mais lá. Continuidade
"A Tale of Two Cities" Na cena do café da manhã com Kate e Ben, de início o Ketchup não tem rótulo. Após Ben pedir para Kate colocar as algemas, a garrafa aparece com um logo DHARMA. Mais tarde, quando Ben está colocando o ketchup nos ovos, a garrafa já apresenta mais o logo. Continuidade
"A Tale of Two Cities" A palavra cruzada que Jack tem no carro é datada de 2006. Continuidade
"A Tale of Two Cities" No flashback, Christian Shephard usa o telefone dele em um hospital. Todos deveriam saber que isso não é permitido, especialmente um chefe de cirurgia. História
"The Glass Ballerina" Pode ser visto membros da equipe refeltidos em uma cristaleira, em um clipe promocional do episódio, o qual aparece Jin e Sun. Posição da equipe
"The Glass Ballerina" Quando Jin vai visitar Jae Lee, ele desce do elevador no segundo andar (como mostra a placa com o número "2"). Quando ele confronta Jae, entretanto, ele, de repente, está no 15° andar (como mostra a placa da porta com o número "1516"). Cenário
"Further Instructions" Quando Locke acorda após a implosão e pega e examina o bastão de Eko, Locke, repentinamente, está usando sua mochila e essa desaparece no segundo seguinte. Continuidade
"Further Instructions" No flashback, as datas de aniversário de Locke na licença para portar armas e na carteira de motorista não são iguais, em uma ele tem 48 anos (1956) e na outra 58 (1946). (Imagem em Lost.cubit.net) Se Locke tinha 58 anos, isso significa que a mãe dele deu a luz quando tinha 6 anos, de acordo com a informação da ficha dela do Instituto de Saúde Mental Santa Rosa (na ficha, ela nasceu em 1940) em "Deus Ex Machina". (Imagem em Lost.cubit.net) Continuidade
"Further Instructions" Locke está careca na foto da carteira de motorista, embora nesse episódio ele tenha cabelo. Cabelo e maquiagem
"Further Instructions" Eko não tem o mesmo corte de cabelo que foi mostrado em"Live Together, Die Alone". A barba também está mais curta. Cabelo e maquiagem
"Further Instructions" O comprimento do cabelo de Boone está maior, na sequência do sonho mostrada nesse episódio, em comparação ao dia que ele morreu. ("The Greater Good") Cabelo e maquiagem
"The Cost of Living" Jack pergunta a Ben se ele está sentindo dormência e formigamento nos dedos das mãos e dos pés, porém estima-se que o tumor, mostrado no Raio-X, está acima da vértebra L4 e é claramente lombar (ele só teria esses sintomas na extremidades superiores se o tumor fosse cervical). Diálogo, Continuidade
"I Do" Kate afirma que ela e Sawyer são um time, dizendo "Você quebra as pedras, eu as carrego", quando na verdade era ao contrário "The Glass Ballerina". Diálogo
"I Do" A arma de Pickett muda entre uma SIG-Sauer P226 e uma Beretta M9 (quando ele aproxima das jaulas, ele tem uma SIG, depois, quando ele tira Sawyer de lá, ele tem uma Beretta, e depois quando Tom chama ele pelo walkie-talkie, Pickett está com a SIG novamente). Esse mesmo erro é visto em "Not in Portland". Continuidade
"Not in Portland" No final de "I Do", Jack diz, "Kate, você tem aproximadamente uma hora de vantagem até eles irem atrás de vocês". Depois disso segue uma longa pausa e Kate diz, "Espere, onde você está? Onde você está?". A voz de Jack não pode ser ouvida pelo walkie-talkie de Kate. Já no começo desse episódio, Jack também diz "Pegue um wlkie, pegue Sawyer, vá", logo depois de "Kate, você tem aproximadamente uma hora de vantagem até eles irem atrás de vocês". Diálogo, Continuidade
"Not in Portland" Quando Alex leva Kate e Sawyer para o prédio da Hidra a fim de resgatar Karl, Aldo se levanta para guardar a porta do prédio, mas antes ele deixa o livro que estava lendo cair. Quando ele é atacado e cai no chão, o livro (que foi visto caindo no chão perto dele) não estava mais lá. Continuidade
"Flashes Before Your Eyes" Quando Desmond está carregando Claire para fora da água, uma das alças da roupa de Claire, claramente, muda de posição. Continuidade
"Flashes Before Your Eyes" O diálogo de Charlie e Desmond, antes e depois do lúcido flashback, é diferente. Diálogo
"Flashes Before Your Eyes" Quando nos é mostrado cenas de "Live Together, Die Alone", o contador regressivo emite o som característico mesmo quando atinge o zero, nós sabemos através do episódio "One of Them" que, na verdade, ele para de apitar quando atinge o zero. Áudio
"Flashes Before Your Eyes" Durante a entrevista de Desmond com Charles Widmore, a gravata de Desmond muda de posição, algumas vezes do lado da jaqueta e depois em frente a ela, e algumas das cenas estão invertidas. Continuidade, edição
"Flashes Before Your Eyes" Um grande número de erros estão presentes nas cenas de "Londres": o estilo americano da indicação de vago do táxi; um pequeno domo e outros prédios não identificados no banco Sul (o domo é o planetário das locações de filmagens[6]); um pub totalmente no estilo americano, com cardápios no estilo "Velho Mundo", etc.; e um pôster da Royal Scots com a palvra "honor" (honra) (no inglês Britânico a palavra honra é grafada como "honour") embaixo de um soldado com o uniforme do exército americano. Cenário, Continuidade
"Flashes Before Your Eyes" De acordo com os produtores no Podcast Oficial de Lost do dia 20 de Fevereiro de 2007, Desmond viajou ao passado para o ano de 1996, porém, o táxi atrás de Charlie tem no número de registro o ano 2001, e alguns dos modelos de carros (tal como um novo Mini Cooper vermelho e um ônibus no estilo "bendy") não foram fabricados até junho de 2002. Cenário
"Flashes Before Your Eyes" Uma das propagandas do seriado Exposé que aparece em um jogo de futebol na TV, não deveria nem ao menos existir nesse momento da história, pois o flashback se passa em 1996 e Nikki só terminou de gravar o final da quarta temporada de Exposé alguns dias antes da queda do Vôo 815 em 22 de Setembro de 2004. Referência à mídia
"Stranger in a Strange Land" Quando Chet e a gangue dele estão espancando Jack, o sangue no rosto de Jack se altera entre as cenas. Cabelo e maquiagem
"Stranger in a Strange Land" Jack permanece completamente barbeado durante toda o confinamento na área dos Outros. Cabelo e maquiagem
"Tricia Tanaka is Dead" Quando o pai de Hurley vai embora na motocicleta em 1987, um carro fabricado no ano de 2000 vira a esquina. Cenário
"Tricia Tanaka is Dead" Na cena que Vincent traz o braço de Roger na boca para Hurley e Charlie, a mão parece mover-se para cima na boca do cachorro em cenas separadas, e a mão também muda para o outro lado da boca de Vincent. Continuidade
"Tricia Tanaka is Dead" Salvo o mapa da estrada, nenhum dos fragmentos de papéis na parte de trás da van foram mencionadas como vistas, mas um, o tão falado documento de Ho`oulu Lāhui, fez uma aprição na tela. O coordenador de texto, Gregg Nations, confirmou que o documento era apenas um objeto de cena sem nenhuma relevância para o universo de Lost. E mais, devido ao fato de existir pessoas e lugares reais associados a esse pedaço de papel, possuir isso pode ser considerado uma violação de privacidade de qualquer maneira. Continuidade
"Tricia Tanaka is Dead" Quando a van está descendo a ladeira, atrás dela pode-se ver uma montanha que cresce na diagonal. Cenário
"Tricia Tanaka is Dead" Charlie se cortou enquanto fazia barba, mas na cena subsequente ele não tem o machucado, entretanto, depois o corte reaparece. Cabelo e maquiagem
"Par Avion" O Coma da mãe de Claire parece não se encaixar com a troca que Claire fez com Thomas, considerando que a mãe dela a rejeitou no episódio "Raised by Another". História
"Par Avion" Nem mesmo esse coma da mãe de Claire combina com o comentário feito pela amiga de Claire no Malkin sobre a gravidez de Claire: "Ela ainda não contou para a mãe, nós estamos com medo de que ela possa..." no episódio "Raised by Another". História
"Par Avion" Ocorreram algumas especulações de que Charlie secretamente não teria colocado o bilhete na gaivota baseado no fato do bilhete estar claramente entre a mão de Dom Monaghan, o resumo online da ABC, mais tarde, confirmou que Charlie deveria ter colocado o bilhete, pois dizia o site "Eles colocam no passáro e o soltam", portanto, o que o público viu foi um erro. Continuidade
"Par Avion" Charlie dobra o bilhete duas vezes na forma de um pequeno quadrado. Continuidade
"Par Avion" Quando Kate está pendurada na ponte construída sob a barreira sônica, a arma dela está suspensa no ombro direito; quando ela pula no chão, a arma está no ombro esquerdo. Continuidade
"The Man from Tallahassee" Quando Kate entra na casa de Jack, uma jaqueta aparece pendurada na porta, mas ela não estava lá quando ela abriu a porta. Continuidade
"The Man from Tallahassee" Quando Alex retorna a casa de Ben com a mochila de Sayid, o relógio ao lado de Ben mostra algo similar a 1:40. Locke pega a mochila e a câmera move-se para Alex e Ben novamente. Agora, o relógio mostra 4:12. Depois, quando mostrado pela terceira vez, o relógio marca 1:40 novamente. Continuidade
"The Man from Tallahassee" Quando Jack está pedindo para que seus amigos sejam soltos, Ben retruca e Jack sai andando. A câmera corta para as mulheres, depois para Ben, e Jack está de frente a ele novamente, sendo que havia saido uns segundos antes. Posição do Ator
"Exposé" Quando Paulo e Nikki estão lendo o jornal no aeroporto antes do embarque, a data do jornal é Quinta-feira, 24 de Setembro de 2004, em vez de 22 de Setembro, o dia que o avião caiu. Além disso, a quinta-feira daquela semana caiu no dia 23 de Setembro. O coordenador de textos Gregg Nations confirmou que isso foi um erro de continuidade que eles perceberam, mas que era para ter sido consertado na versão que foi ao ar do episódio. Continuidade
"Exposé" No flashback do aeroporto, Nikki e Paulo estão lanchando. Paulo, no momento que vai beber o conteúdo do copo, ouve a voz de Shannon. Na próxima cena, Paulo, de repente, está segurando o copo longe da boca e mais da metade do conteúdo do copo já se foi. Continuidade
"Exposé" O cabelo de Shannon está muito maior nesse episódio Cabelo e maquiagem
"Exposé" Nem o estilo do cabelo de Boone, nem a cor são iguais ao episódio piloto. Damon Lindelof e Carlton Cuse admitiram que Ian Somerhalder está usando uma peruca nesse episódio porque eles não pediriam a ele para cortar o cabelo para apenas dois dias de filmagens. FONTE Cabelo e maquiagem
"Exposé" Durante o flashback de Nikki e Paulo do momento da queda, Locke, antes do "Homem do Gás", gritou "fique longe do gás". Diálogo
"Exposé" Também durante a cena do acidente, Locke e outro sobrevivente podem ser visto carregando o Homem do Torniquete antes de Gary Troup ser sugado pela turbina. Nas cenas que foram reutilizadas do episódio "Pilot, Parte 1", o Homem do Torniquete está com pouca barba, mas nas novas filmagens que aparece Nikki, ele claramente apresenta uma barba (que pode ser vista em uma foto promocional). Cabelo e maquiagem
"Exposé" Quando Nikki está tentando encontrar Paulo nos destroços do avião, ela vê Jack perto do mar ajudando Claire. Segundos depois, em uma tomada ampla, quando ela olha para a asa do avião, Jack está visível perto do avião, mas sem Claire. A cena foi reutilizada do episódio piloto, com Nikki e alguns destroços extras adicionados via computação gráfica. Porém, o pessoal dos efeitos visuais esqueceu de remover digitalmente Jack da cena. Edição, efeitos visuais, posição do ator
"Exposé" Quando Jack está contando aos sobreviventes sobre as cavernas, ele também é visto a direita de Hurley, perto de Nikki e Paulo. Edição, efeitos visuais, posição do ator
"Exposé" O discurso de Jack não bate completamente com a versão do episódio "White Rabbit". Por isso, a omissão sobre a mulher que se afogou ocorreu simplesmente por causa da extensão da fala (ou seja, o que nós vemos não é na verdade o discurso inteiro, mas apenas uma montagem), isso ainda não explica porque algumas sentenças mudam de ordem. Diálogo
"Exposé" Quando Sawyer e Hurley enterram Nikki e Paulo, as mãos de Nikki estão juntas em cima do corpo. Quando Sawyer joga os diamantes dentro da cova, as mãos dela estão ao lado. Elas voltam a posição original na cena seguinte. Posição do ator
"Exposé" No passaporte de Paulo, a expressão "REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL" está grafa erronêamente como "REPUBLICA FEDERATIVA DO BRAZIL". Continuidade
"Left Behind" Quando Kate e Cassidy estão no bar tomando uma bebida, Cassidy está fazendo uma pergunta a Kate e nós vemos Kate brincando com um copo vazio. Quando, depois, a cena corta para o rosto de Kate, ela está segurando o copo cheio com uma bebida escura e então ela bebe tudo de uma vez só. Continuidade
"One of Us" Na cena que Richard conversa com Juliet no aeroporto, há uma sombra do microfone boom (tipo de microfone usado em seriados e novelas, possui uma haste para a sustentação) no ombro de Richard. Posição da equipe
"One of Us" Quando Juliet lê a ficha sobre o câncer de Rachel que Ben deu a ela, o campo "sexo" está marcado como "masculino" e não "feminino". Esse erro foi confirmado como um erro de continuidade por Gregg Nations. Também, o peso está errado e os dados sobre o coração não tem nada a ver com câncer. Continuidade
"One of Us" Durante a cena onde Kate está reunida com Sawyer na praia, Kate está segurando uma garrafa de água, mas quando ela abraça Sawyer, a garrafa se foi. Depois, quando Sawyer diz "O que ela está fazendo aqui?", referindo-se a Juliet, Kate é vista segurando a garrafa novamente. Continuidade
"One of Us" Quando Claire está doente e Juliet oferece remédio, observa-se que é noite. Porém, quando Juliet vai para a árvore que esconde o medicamento já é dia. Cenário
"One of Us" Juliet refere-se ao homem que Sawyer supostamente "atirou a sangue frio" no dia anterior ao embarque dele no Vôo 815 Oceanic. Parece que ela se referia a Frank Duckett, porém isso iria contradizer tanto o encontro de Sawyer com Christian Shephard, uma semana antes do acidente (como Sawyer contou em "Exodus, Part 1"), quanto Sawyer passar três dias na cela da polícia antes de ser deportado para os Estados Unidos. Diálogo
"One of Us" Após os Outros testemunharem o Vôo 815 Oceanic partir-se no ar e Ben mandar Goodwin e Ethan para as missões, ele nota que Juliet está segurando o livro Carrie e conclui que "Então, eu acho que estou fora do clube do libro". Depois disso, Juliet se vira e vai embora, mas Ben continua olhando para a direção dela e a chama duas vezes até que Juliet para e se vira novamente. Entretanto, em "A Tale of Two Cities", nós vemos Ben pegando outro caminho, enquanto que Juliet está andando na direção de um casal, presumivelmente para falar com eles. Posição do ator
"One of Us" Quando Juliet desce do beliche no Submarino, ela está descalça. Ela pega a mochila e o casaco da cama de baixo, vai em direção a sala principal e sobe as escadas. Quando ela sai de dentro do submarino, ela está usando sapato de salto. Continuidade
"Catch-22" O local onde Hurley diz "É aqui" logo antes de Jin acha o cabo na praia, parece completamente diferente do local que Sayid o encontrou originalmente em "Solitary" e também está diferente do local que Hurley o encontrou no episódio "Numbers" (aliás, essas duas localidades já não apresentavam caracterísicas em comum). Dessa vez, há uma árvore curvada que não era encontrada em nenhum dos outros episódios. Para piorar, essa era a mesma árvore que serviu como ponto de referência para o acampamento da praia perto da área do acidente durante toda a primeira temporada (comparação em Lost Virtual Tour). Cenário
"Catch-22" Desmond tem flashs sobre a captura da paraquedista. Claramente mostra que Charlie estava lá em ambos os casos (a cena de flash seria impossível se Desmond deixasse Charlie retirar a flecha do pescoço). Porém, isso pode ser intencional se Desmond estivesse vendo flashes de vários futuros em potencial naquela hora; não está claro ainda o que é possível e o que é impossível nos flashes de Desmond. Posição do ator
"D.O.C." No flashback de Sun, quando ela encontra do pai de Jin, o barco do Sr. Kwon muda entre estar amarrado do lado esquerdo da doca, quando a cena está fixa, e do lado direito em todas as cenas seguintes. Também, quando Sun aproxima-se do barco, há uma bóia de marcação laranja; na cena que Sr. Kwon olha para ela, de repente, aparece uma outra bóia de marcação azul, que não estava presente em nenhuma outra cena. Cenário
"D.O.C." Enquanto Jin persegue Mikhail por entre os arbustos, mostra-se Mikhail com a cabeça cheia de cabelos. Quando Jin o captura, ele já está sem cabelo novamente. Cabelo e maquiagem
"Greatest Hits" No mapa do prédio da 'Looking Glass' está escrito 'escotilha'. Os outros prédios DHARMA são chamados de estações. O termo escotilha foi usado pelos sobreviventes para a primeira estação que eles descobriram 'O Cisne'. O coordenador de texto, Gregg Nations, confirmou isso como um erro [7]. Continuidade
"Greatest Hits" A letra de Charlie muda entre as cenas, é diferente quando ele escreve o número 5, depois o 4 e o número 3. Após esse, a letra permanece a mesma (imagem). Um quarto tipo de letra é mostrado na imagem promocional (imagem). Continuidade
"Greatest Hits" Quando Hurley se afasta da canoa, pode-se ver um pé de uma pessoa da equipe a esquerda. Posição da equipe
"Through the Looking Glass" Quando os sobreviventes deixam o acampamento e vão em direção a torre de rádio, eles estão andando pela esquerda da linha costeira. Na cena seguinte, eles andam por uma área rochosa na linha costeira, agora pela direita. Cenário, posição do ator
"Through the Looking Glass" Quando Ben está conversando com Mikhail via rádio (aprox. aos 33 minutos) você pode ver um oleoduto na montanha à esquerda da cabeça de Ben. Cenário
"Through the Looking Glass" Após Mikhail ter sido instruído por Ben a matar Bonnie e Greta, o olho verdadeiro dele pode ser visto movendo-se por debaixo da maquiagem. Cabelo e maquiagem
"Through the Looking Glass" Se você contar quantos sobreviventes estão andando para a torre de rádio chegará no número 27, incluindo Ben, Alex, Karl, Naomi e Rousseau, quando deveria existir pelo menos 40. Posição do ator
"Through the Looking Glass" No episódio "White Rabbit", da primeira temporada, Charlie afirma, enquanto Joanna se debatia no mar, que não sabe nadar. Então como é que ele aparece a neste episódio a nadar para a estação Looking Glass? Continuidade
"Through the Looking Glass" Charlie faz o sinal da cruz impropriamente coma mão esquerda. Isso pode ter sido por causa da inversão da cena. Atuação, edição

4ª TemporadaEditar

  Caduceus logo
Artigo necessitando ilustrações.
Este artigo precisa de imagens - ajude a LOSTpédia ilustrando-o.
Caduceus logo  
800px-MrsGardnersWallBeforeAfter

Erro dos quadros na parede

4x03 Traffic Sign

O suposto tráfego alemão está tanto graficamente quanto semanticamente errado

4x08 Water-soluble bullet

Como uma bala passa por uma garrafa d'água e faz apenas um furo? ("Meet Kevin Johnson")

Karl-with-a-Headset

O protetor de ouvido do ator Blake Bashoff está vísível após Karl ser baleado. ("Meet Kevin Johnson")

4x08 Tania Raymonde brown eye

A lente de contato esquerda da atriz Tania Raymonde está deslocada, reveleando a real cor de seus olhos. ("Meet Kevin Johnson")

BenSahara

Ben parece estar em uma superfície rígida...

FFBenParka

...então, uma superfície macia. ("The Shape of Things to Come")

Julietlist

Juliet escreve, errôneamente, "forcepts" e "Gauze pads" em sua lista("Something Nice Back Home")

Yankees Red Sox article

A linha do tempo não "bate" com a data desse jornal ("Something Nice Back Home")


Episódio Erro Tipo
(The Beggining Of The End) Quando Randy filmou Hurley no acidente, a câmera ainda está com tampa. Continuidade
(Confirmed Dead) Depois de Miles ter "falado" com o fantasma, as fotos e a moldura dos quadros são diferentes. Continuidade, Cenário
(The Economist) Quando Sayid atira no Sr. Avellino no campo de golf, os objetos têm sombras. No próximo take todas as sombras desaparecem. Cenário
(The Economist) O passaporte verde do Ben tirado no Brasil contém dois erros. "Brasil" está escrito com Z, sendo o correto ser escrito com S e o passaporte brasileiro verdadeiro tem a palavra PASSAPORTE nele, e na cena ele está escrito em inglês (PASSPORT). Continuidade
(The Economist) No menu do restaurante em que Sayid conhece Elsa existem vários erros ortográficos. Cenário
(The Economist) Em uma cena que supostamente ocorre em Berlim, há um sinaleiro em primeiro plano. Além de estar em um estilo gráfico diferente dos sinais de tráfego alemães, o sinal não faz nenhum sentido. Cenário , Continuidade
("Ji Yeon") A companhia aérea coreana vista no estabelecimento do flashback de Jin desaparece mais tarde. Link Efeitos Visuais
("Ji Yeon") Sawyer arruma o jogo de gamão com Locke incorretamente. A coluna com as três peças deveria ficar duas colunas longe da mediana, não 3. Continuidade
("Ji Yeon") Há uma placa em um edifício que diz: "Esta é uma marca em uma parede." ou "uma grande farmacologia" escrito em coreano. Não parece real. Cenário
(Meet Kevin Johnson) Em ""o helicóptero de Naomi caiu na água, mas nos episódios subseqüentes o grupo do cargueiro ainda teve um helicóptero, o que indica que existiam dois helicópteros. Entretanto, em "", na cena onde Naomi está discutindo com Frank Lapidus, somente um helicóptero está presente no barco. Continuidade, História
(Meet Kevin Johnson) A Bala entrou na garrafa, mas não saiu. Continuidade, Efeitos Visuais, Ignora a Física
(Meet Kevin Johnson) É possível ver a proteção auditiva que o ator Blake Bashoff - que interpreta Karl - está usando durante uma sequência envolvendo pirotecnia. Efeitos Visuais
(Meet Kevin Johnson) A cor real do olhos da atriz Tania Raymonde (Alex) é marrom. Pode-se ver quando a lente de contato azul em seu olho esquerdo se desloca durante uma cena. Cabelo e maquiagem
(The Shape of Things to Come) A estante de roupas que esconde a porta de hieróglifos mudou de posição entre "The Economist" e "The Shape of Things to Come". Continuidade, Cenário
(The Shape of Things to Come) Quando Ben acorda no Sahara, o chão ao seu redor muda, nos diferentes quadros. Cenário
(The Shape of Things to Come) Muitos dos textos em Árabe (incluindo as notícias no jornal e os sinais na Tunísia e no Iraque) estão errados. As letras não estão conectadas como deveriam estar(n.t. sendo assim elas não formam palavras). E mesmo se elas tivessem conectadas, muitas delas ainda não formariam as palavras apropriadas. O nome de Sayid, por exemplo, está escrito como: س ي د ج ا ر ه que deve ser lido سيد جاره (Sayyid Jareh) quando juntadas as letras. Não é assim que o nome de Sayid é soletrado (سعيد جراح). Script, Continuidade, Cenário
(The Shape of Things to Come) Em "The Economist" o teto de um pequeno corredor entre a estante de livros e a sala secreta de Ben não mostrou sinais de uma abetura entre a porta que Sawyer tentou entrar, para seguir Ben. Continuidade, Cenário
(Something Nice Back Home) Na lista de suprimentos médicos feita por Juliet, "forceps" está escrito de maneira errada: "forcepts". "Gauze pads" (Gazes) também está escrito de maneira errada como "gause pads." Continuidade
(Something Nice Back Home) Detectores de fumaça modernos (como o utilizado no hospital) não possuem baterias externas. Eles são ligados diretamente na energia elétrica. Qualquer mau funcionamento ou detecção de fumaça seria mostrado diretamente na central e não isoladamente com um som de "beep" sendo emitido pelo próprio detector, como visto no episódio. Continuidade


(Something Nice Back Home) O jaleco de Jack estava mostrando seu nome como "SHEPARD". Entretanto, na porta de seu escritório e o seu nome no quadro de funcionários do Hospital São Sebastião seu nome era "SHEPHARD". Continuidade
(Something Nice Back Home) Quando Jack é visto saindo de sua barraca no começo do episódio, apenas uma pequena parte de sua camisa está suada. Entretanto, quando a câmera volta para ele o topo inteiro de sua camisa está coberta de suor. Cabelo e maquiagem
(Something Nice Back Home) Quando Sun fala sobre o exame para Jin na estação cajado, o local é completamente diferente de quando Claire e Sun foram examinadas Continuidade


(Something Nice Back Home) No Flashback de Jack, o jornal é datado de Agosto de 2007, contradizendo assim, a data do funeral de Jeremy Bentham em "" (Abril de 2007) que teoricamente ocorreu depois depois desse Flashback. Continuidade
(Cabin Fever) A música "Everyday" de Buddy Holly and the Crickets foi gravada em maio de 1957 e não foi lançada antes de setembro de 1957 (source: [8] [9]), mais de um ano depois do dia de nascimento de Locke em 30 de maio de 1956. Seria impossível que Emily estivesse escutando esta música na noite do nascimento de John. (source: [10]) Audio
(Cabin Fever) O closed caption incorretamente afirmou que a música tocando no começo era "Everyday" de Don McLean, em vez de Buddy Holly, o que faria a época ser por volta de 1974. Captioning
(Cabin Fever) Quando Alpert está pondo os itens na mesa para que o Locke escolha os que lhe pertencem, a bússola muda de direção. Continuidade
(Cabin Fever) Quando Alpert põe o primeiro item, há algo que lembra um porta-copo branco na mesa. Quando ele apresenta o segundo item, o porta-copo desaparece.
(Cabin Fever) Quando a avó de Locke acende um cigarro no hospital, é possível ver marcas de batom nas duas pontas do cigarro. Continuidade
(Cabin Fever) Enquando conversa com Hurley e Ben sobre a Iniciativa Dharma, Locke é visto cortando as plantas com seu facão. Quando Locke retira sua mochila de suas costas, o facão está dentro da mochila e não em suas mãos. Continuidade
(Cabin Fever) Logo depois de Locke deixar Hurley e Ben em direção à Cabana, pode-se ver na blusa de Ben a sombra do braço de Hurley segurando a tocha. Assim que a camêra se aproxima, Hurley move seu braço, talvez para cobrir o fato de que a luz não está vindo de sua tocha. (Não seria possível ver a sombra da tocha se a luz estivesse mesmo vindo dela). Continuidade, Efeitos Visuais
(There's No Place Like Home: Parte 1) Na tomada em que o avião chega, os familiares de Jack, Hurley e Sun estão rodeados por guardas. Na próxima cena, eles estão metros atrás. Posição da equipe, Cenário


(There's No Place Like Home: Parte 1) Quando Hurley leva Sayid para abraçar a sua família, ele esta com o braço direito no ombro de Sayid, na próxima cena o braço esquerdo esta no ombro de Sayid. Posição da equipe


(There's No Place Like Home: Parte 1) Na Cena em que Kate percebe sangue na camisa de Jack, a camisa está com sangue. Logo depois ele desaparece. Cabelo e maquiagem
(There's No Place Like Home: Parte 2) Quando Ben rola no morro, é visivel nos dois primeiros tiros que é um dublê em cena. Posição da equipe


(There's No Place Like Home: Parte 2) A última cena do flashforward "" foi reeditada no "Anteriormente em Lost..." no início do episódio. Foi acrecentado uma nova cena de Kate voltando com o carro em seguida. No entanto, em "" a cena termina com Jack se virando e andando em direção ao seu carro, enquanto que neste episódio, ele ainda está vendo Kate sair com o carro quando ela muda para a marcha ré. Script, Cenário, Posição da equipe
(There's No Place Like Home: Parte 2) Richard Alpert é mostrado abaixando a arma depois de disparar contra Keamy. Depois da reação Sayid, Richard abaixa a arma novamente. Script, Posição da equipe
(There's No Place Like Home: Parte 2) Quando o helicóptero começa a deixar a ilha, a perna direita do piloto-dublê pode ser vista. Ele está vestindo shorts ao contrario de Frank, que utiliza calças desde o início do episódio. Equipe
(There's No Place Like Home: Parte 2) Quando o helicóptero decola, há uma imagem clara de sua parte inferior. Não há vazamento de combustível do buraco de bala. Quando eles estão sobre a água, começa o vazamento. Ignora a Física
(There's No Place Like Home: Parte 2) Nenhum transmissor de rádio é capaz de transmitir um sinal do subterrâneo profundo. Se os explosivos foram equipados para detonar caso a comunicação com o transmissor de Keamy fosse perdida, a bomba seria acionada quando Keamy tomou o elevador para baixo em direção à estação orquídea. Se os explosivos foram equipados para detonar ao receber um sinal de detonação, em função da morte de Keamy, o Kahana nunca explodiria, porque nenhum sinal de rádio alcançaria o destino àquela profundidade. Ignora a Física
(There's No Place Like Home: Parte 2) O helicóptero de Frank é visto atingindo a água em grande velocidade e, então, tombando para a frente e se quebrando em várias partes. Na verdaede, um helicóptero sem combustível ainda pode realizar uma descida controlada usando Autorotação, portanto é muito improvável que o helicóptero de Frank caísse da forma como caiu. Ignora a Física
(There's No Place Like Home: Parte 2) Quando Ben desce a escada para a caverna congelada e cai, o pé-de-cabra cai atrás dele. Na próxima cena, ele está na frente de Ben, abaixo de seu joelho. Continuidade
(There's No Place Like Home: Parte 2) As Tomadas de Aaron e de Kate na jangada, na primeira tomada mostram eles com colete salva vidas, já na segunda tomada eles não estão com o colete. Cabelo e maquiagem
(There's No Place Like Home: Parte 2) Quando os seis da Oceanic chegam à ilha de Sumba, um operador de câmera è visível na parte inferior direita da tela, quando Sayid já esta na praia. Posição da Equipe
(There's No Place Like Home: Parte 2) Quando Frank aplica fita sobre os buracos na fuselagem do helicóptero para corrigir o vazamento de combustível. A superfície da fuselagem quase certamente não é a superfície do reservatório de combustível. Continuidade
(There's No Place Like Home: Parte 2) Se congelar a bateria ligada aos explosivos impediu a explosão quando Keamy morreu, bateria, fios e detonadores poderiam ter sido desconectados enquanto estivesse congelada. Ignora a Física


(4x13) Quando Daniel retorna para a Ilha após ter deixado o primeiro grupo no cargueiro, ele diz à Juliet que o motor tinha sido consertado e o barco viria até a ilha. No entanto, em "" vimos ele soltar todos no cargueiro e voltar imediatamente para à ilha. Ele não poderia saber alguma forma de saber essas informações, visto que ele não desceu no cargueiro e não falou com ninguém sobre isso. Diálogo
(4x13) Frank diz à todos a bordo que eles levariam de 8 à 9 horas para alcançar a ilha de Sumba depois de começar sua viagem no Searcher. Um período de tempo se passa entre a saída e chegada, entretanto a hora do dia parece não mudar: O sol está brilhando nos dois momentos. Com uma diferença de 8 ou 9 horas, os sobreviventes teriam chegado próximo ao anoitecer. Cenário


MiscelâneaEditar

CaixasEditar

Várias caixas pequenas e grandes foram identificadas por fãs como sendo re-usadas nas gravações do episódios em diversos lugares. O uso das caixas em outras cenas não parece ter sido intencional, e podem ser interpretados como pequenos erros de continuidade.

Erros DesmentidosEditar

  • Em (3x01) no final, quando a câmera afasta a imagem antes dos créditos de "LOST", nós podemos ver uma fumaça saindo por ambos os lados da Ilha, onde cada metade do avião caiu, já em (2x07) não vimos fumaça saindo na seção da cauda.
  • DESMENTIDO: A seção da cauda no em "Other 48" aterrisou na água, já partes dela cairam na floresta que nós não vemos em (2x07)
  • DESMENTIDO: Em (3x18), nós descobrimos que Mikhail estava na verdade vivo, então, não foi realmente um erro, mas pode sim ser considerado uma dica.
  • Em (3x02), Quando Jin vai visitar Jae Lee,ele sai do elevador no segundo andar(como evitentemente visto em uma placa escrito "2").Quando ele confronta Jae,contudo,elas de repente aparecem ser no decimo quinto andar(evidentemente visto em uma placa escrito "1516").
  • DESMENTIDO: Este não é necessariamente um erro; poderia cortar a Jin que chega no decimo quinto assoalho, possivelmente omitindo o que toma o elevador ou as escadas, devido à falta de tempo.

Veja TambémEditar

Links ExternosEditar


Rede da Wikia

Wiki Aleatória