Wikia

LOSTpédia

Two for the Road

Discussão0
3 421 pages em
Este wiki
4ª Temporada 5ª Temporada 6ª Temporada
1ª Temporada 2ª Temporada 3ª Temporada
Two for the Road
2X20 AnaLuciaIsland
Temporada
Episódio

2
20
Primeira exibição
3 de Maio de 2006
Duração
{{{length}}}
Centrado em
Ninguém
Flashback
Flashforward
{{{flashforward}}}
Flash-sideway
{{{flashsideway}}}
Flashback
{{{flashb}}}
Flashforward
{{{flashf}}}
Dias após o voo 815
Dias após o voo 316
Data na Ilha
{{{dateon}}}
Data fora da Ilha
{{{dateoff}}}
Data nos Flashes
{{{datefs}}}
Dirigido por
Elenco Principal

{{{cast}}}
Convidados Especiais

{{{specialguests}}}
Artistas Convidados
Co-Estrelando
{{{costars}}}
Não-Creditados
{{{uncredited}}}
Imagens Reusadas
{{{archive}}}


"Two for the Road" foi o vigésimo episódio da 2ª Temporada e o 45º de Lost; foi ao ar em 3 de Maio de 2006.

Jack e Kate trazem um exausto Michael de volta ao acampamento e, com ele, novidades sobre "Os Outros". Enquanto isso, Ana-Lucia tenta fazer com que o prisioneiro confesse, e Hurley planeja um encontro surpresa para Libby.

SinopseEditar

FlashbacksEditar

Ana-Lucia é mostrada no necrotério, vendo o corpo do homem que ela matou. Sua mãe, também presente, começa a fazer perguntas, e sua filha dá um álibi indiferente, sabendo perfeitamente como calmamente culpada ela parece.
AnaMeetsChristian
O encontro de Ana e Christian.
Caio wgmAdicionada por Caio wgm
Sua mãe então lhe oferece ajuda, a qual Ana-Lucia rejeita; quando ela insiste para sua filha procurar ajuda de algum lugar, em respeito ao seu trabalho, a jovem policial se demite.

Mais tarde, Ana-Lucia é vista trabalhando como oficial de segurança em um aeroporto. No bar, ela conhece Christian Shephard, o pai de Jack. Os dois simpatizam e o velho homem oferece um emprego a ela como seu guarda-costas em Sydney. Os dois decidem adotar nomes falsos para sua relação. Ana-Lucia chama Christian de Tom, enquanto Christian a chama de Sarah (o nome da esposa de Jack). Em Sydney, eles passam quatro dias bebendo, até que Christian tenha a coragem de visitar uma mulher loira nos subúrbios, no meio da noite. Uma gritaria se sucede; Christian diz a mulher que ele paga a hipoteca da casa e que tem direito de ver sua filha. Ana-Lucia puxa Christian de volta e vai embora. Mais tarde, os dois discutem sobre do que eles estão fugindo; Ana-Lucia tenta encorajar seu amigo para voltar aos EUA, mas ele se recusa e entra em um bar ao invés disso, batendo a porta do carro em Sawyer no processo.

Ainda depois, Ana-Lucia é vista no aeroporto, esperando na fila com Jin, antes de embarcar do Vôo 815 da Oceanic Airlines. Jack está na bancada das passagens, seriamente falando a mulher sobre sua necessidade de levar o corpo do pai o mais rápido possível. Ana-Lucia ouve por acaso e liga para sua mãe para confessar que a razão de ter ido para a Austrália era pra escapar dela, já que ela sabia o que Ana tinha feito; sua mãe pede a ela para voltar para casa.

Tempo RealEditar

Ana-Lucia é vista cuidando de Henry Gale. Ela o pergunta alguma coisa e Henry a chama de assassina; quando ele sussurra alguma coisa (possivelmente "Nós somos cientistas"), Ana se inclina perto dele, mas é atacada. Henry resmunga: "Você matou dois dos nossos". Também diz que esses dois eram "boas pessoas", que eles deixariam-na em paz e que ela, Ana-Lucia, é uma assassina. Henry então a agarra e a estrangula.
2ftR3
Sawyer e Ana-Lucia se beijando.
Z0n3Adicionada por Z0n3
Locke entra no depósito de armas e bate na cabeça de Henry com uma muleta, deixando-o inconsciente.

Jack e Kate trazem Michael de volta para a escotilha. Enquanto isso, Hurley está perguntando a Sayid sobre o rádio; ele espera impressionar Libby imitando o herói do filme "Say Anything". Sayid sugere um piquenique ao invés disso, e conta a Hurley sobre um lugar na praia aonde ele levou Shannon. Hurley e Libby saem para o piquenique, mas Hurley se perde, e eles acabam no mesmo lugar que começaram. Libby sugere fazer o piquenique ali mesmo, mas Hurley esqueceu de trazer as toalhas, ou alguma coisa para beber, Libby diz que vai buscar as toalhas e que ele pode pegar algum vinho; Hurley brinca que se ele ficar bêbado, ele lembrará donde a conhece.

Ana-Lucia se aproxima de Sawyer duas vezes para pegar uma arma. Na primeira vez, Sawyer diz a Ana-Lucia para ir atrás do seu companheiro Jack, já que "ele mesmo tem uma arma". Mas então Sawyer sarcasticamente ´'lembra'´ que Jack ainda está numa missão com Kate. Quando Ana-Lucia comenta de Jack estar saindo com a "namorada" de Sawyer, ele a olha furioso e a diz para "dar o fora".

2ftR2
Jack cuidando de Michael.
Z0n3Adicionada por Z0n3

Mais tarde, quando Sawyer está caminhando através da floresta, ele ouve Ana-Lucia o seguindo. Quando ele pára de modo a se confrontar com ela, Ana novamente falha ao tentar conseguir uma arma, e então o ataca. Depois de uma luta, ele a domina, e Ana responde seduzindo-o. Mais tarde, Ana informa a Sawyer que se ele contar a alguém, ela irá matá-lo.

Na escotilha, Locke pergunta ao agora amarrado Henry, por que ele atacou Ana-Lucia, mas não ele, quando estava preso debaixo da porta de segurança. Henry alega que falhou em sua missão; ele alegar que quando Rousseau o capturou, ele estava vindo para "cá" (para a escotilha/ao acampamento dos sobreviventes), procurando por Locke – "um dos bons". Mas agora ele falhou, um dos sobreviventes irá matá-lo... ou seu próprio pessoal irá, porque seu líder, mesmo sendo um grande e brilhante homem, não é do tipo que perdoa.

Michael conta aos espectadores reunidos que ele encontrou os Outros. Existem 22 deles, vivendo rudemente, em tendas. Eles têm uma escotilha, com dois homens armados. Ele diz a eles que irá levá-los de volta para lá. Jack e Locke avaliam isso e, então, decidem que está na hora de pegar as armas de Sawyer. Kate os acompanha, deixando Michel e Ana-Lucia na escotilha.
2ftR4
Michael atirando em Ana-Lucia.
Z0n3Adicionada por Z0n3
Sawyer estava lendo um manuscrito (Bad Twin), que Jack joga dentro do fogo; então, apontando uma arma a Sawyer, ele o manda levá-los até as armas. Sawyer vai pegar sua própria arma, vendo que está desaparecida, percebendo que Ana-Lucia a roubou durante ou depois de seu ato sexual. Locke, de repente, percebe o motivo de ela ter feito isso, informando Jack sobre Henry ter atacado Ana-Lucia.

De volta à escotilha novamente, Ana-Lucia dá a Henry uma faca e o instrui para se soltar. Henry o faz e ela o aponta uma arma. Mais tarde, ela é mostrada sentada de forma despojada. Michael fala com Ana; ela conta sobre Henry, sobre como ele tentou matá-la, e como ela não conseguiu matá-lo. Michael se oferece para fazer o trabalho para ela, e ela lhe dá a arma. Michael, angustiado, olha para a arma e diz "Me desculpe", então atira em Ana-Lucia, aparentemente matando-a. Libby entra segurando toalhas para seu piquenique com Hurley; Michael se assusta e atira nela através das toalhas, e ela cai, não ficando claro se ela está viva ou morta. Michael, então, abre o depósito de armas onde Henry está. Henry fica parado e os dois trocam olhares significativos; Michael, propositalmente, atira em si mesmo, no ombro.

CuriosidadesEditar

  • A equipe de produção não conseguiu fazer cenas aonde que todas as direções das rodas ficassem do lado direito dos veículos, então eles tiveram a ajuda do departamento de arte para que colocassem rapidamente as letras no lugar de sinais, e na edição final eles reverteram os negativos de cada cena. Se você olhar com atenção você pode ver uma mancha na cara de Ana Lucia.
  • Os Números são visíveis no teto dos carros da polícia no estacionamento do DPLA.
  • Ana-Lucia conhece Christian em um bar no aeroporto da mesma forma que Jack, o filho dele. Ela conhece Christian na ida para Sidney e conhece Jack na ida para LA.

Temas RecorrentesEditar


Temas Recorrentes em Lost
Preto e BrancoAcidentes de CarroConexões entre PersonagensDestino contra o Livre ArbítrioGolpesOlhosCriançasAmputaçõesAprisionamentosIsolamentoApelidosChuvasSonhosVida e MorteReligiões e IdeologiasOs NúmerosSegredosTempoGravidezQuestões Familiares

GaleriaEditar


Rede da Wikia

Wiki Aleatória